quarta-feira, 3 de outubro de 2012

PARCERIA VIABILIZA CONSTRUÇÃO DE BIODIGESTORES EM ASSENTAMENTO RURAL DE DONA INÊS/PB



Produtor Gil Birro utilizando o fertilizante natural produzido pelo biodigestor da parceria. Créditos: Cristiano Lourenço


Buscar novas soluções para um ambiente sadio e a possibilidade do homem do campo trabalhar sua terra de forma sustentável. Esses foram os requisitos empregados para o Grupo Escoteiro do Mar Artífices Náuticos e o Projeto Geotrilhas/RN, para desenvolver no Assentamento Tanques, em Dona Inês/PB, dois protótipos pedagógicos de biodigestores anaeróbico. 

A parceria entre GEMAN-64º/RN e o Projeto Geotrilhas/RN foi a união da técnica de fabricação dos equipamentos, a cargo do Grupo Escoteiro, e a doação de todo o material necessário para o construção dos protótipos, que foi doada pelo Geotrilhas/RN. Tudo isso em beneficio as famílias do Assentamento Tanques.
Ambos os equipamentos são uma espécie de reator químico tendo suas reações provocadas por bactérias de forma anaeróbicas no processamento de matéria orgânica, abundantes no local, como as fezes de cavalo e as sobras vegetais da produção agrícola. 

A idéia inicial foi criar dois biodigestores em fase de testes para a produção de biogás, utilizado no Bar do Peixe, e um outro voltado para a produção de fertilizantes a base do chorume da reação química. 

Durante o acampamento escoteiro realizado dias 20, 21 e 22 de julho, foi organizado uma oficina de construção dos equipamentos, onde foram socializadas as técnicas de fabricação. Após um período de 30 dias de testes, os resultados foram os seguintes: O biodigestor destinado a produção de biogás apresentou um resultado satisfatório, com a produção de gás metano consumido no Bar do Peixe. 

Produtor aplicando o fertilizante natural em sua horta. Créditos: Cristiano Lourenço
Porém, devido ao equipamento ser pedagógico, não conseguiu atender a demanda do consumo de gás ser muito grande. Por outro lado, o biodigestor destinado a produção de fertilizante natural, conseguiu ótimos resultados, de modo que sua utilização na horta do produtor Gil Birro, local de teste do equipamento, alcançou resultados nunca antes atingidos pelo produtor, que segundo Cristiano Lourenço, alunos da oficina de construção de biodigestores, já havia tentado acabar com as pragas de sua hortas com todos os tipos de fertilizantes químicos disponibilizados no mercado, porém, sem conseguir êxito.   

Segundo Cristiano, o biodigestor instalado na horta de Gil Birro, além de acabar com todas as pragas, também nutrir os vegetais, de modo que deixou a produção mais próxima de um patamar de horta orgânica, como além de livra a terra e as águas do açude Tanques da contaminação de produtos químicos. Um outro beneficio é a oportunidade de atrelar valor as hortaliças do município, que exportada o tomate, couve, pimentão, alface, coentro, quiabo, couve-flor, maxixe, entre outras para feiras livres das cidades do entorno do Curimatau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário