domingo, 22 de dezembro de 2013

SENIORES DO GEMAN REALIZAM ATIVIDADE INTEGRADA COM UNIVERSITÁRIOS

Créditos: Hortência Amorim

O Parque das Dunas foi sede de mais uma atividade do Grupo Escoteiro do Mar Artífices Náuticos. Desta vez, o Ramo Sênior do grupo foi convidado para uma atividade integrada com o curso de Turismo da UERN/Natal, em que consistia na troca de experiência entre os seniores e os acadêmicos da disciplina de Ecoturismo, ministrado pela profª. Michele Galdino.

As etapas da atividade foram compostas de café da manhã, práticas de jogos escoteiros e oficina de origami.


Ao final da atividade, tanto os seniores como os universitários, tiveram uma manhã bastante agradável com muita diversão proporcionada pelo grupo escoteiro e a academia.   


GEOTRILHEIROS PARTICIPAM DE NATAL SOLIDÁRIO EM ESCOLA DA ZONA RURAL

Crianças da Zona Rural de Santo Antônio tem um Feliz Natal
Uma linda ação conforme os preceitos do espírito natalino com uma pitada do espírito geotrilheiro com cheiro de mato e lama. 

É assim que podemos definir a ação solidária natalina promovida pelos membros do grupo, representadas pelas geotrilheiras Lala, Rejânia e Sabrina, que ajudou as crianças de uma  escola da zona rural do município de Santo Antônio/RN a terem um Natal mais feliz.

Durante a ação foi promovido o amigo secreto das crianças e, o bolo comemorativo ao evento.

Com a alegria estampada nos rostos das crianças, esse ano não poderia terminar melhor para a família geotrilheira.
Que 2014 venha com muitas trilhas e solidariedade neste nosso querido Nordeste.


MAIS DE 300 LIVROS DE CIÊNCIAS HUMANAS GRÁTIS



Liderado pelas Editoras da Fio Cruz (Fundação Oswaldo Cruz), UFBA (Uni­versidade Federal da Bahia), Unesp (Universidade Es­tadual Paulista), e Fapesp (Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo) o projeto “SciELO Livros”, disponibilizou aproximadamente 300 livros, científicos e técnicos, para download. 

O projeto visa à publicação online de coleções de livros de caráter científico, editados, prioritariamente, por instituições acadêmicas. 

Os livros, que estão disponíveis nos formatos ePUB e PDF, são formatados de acordo com padrões internacionais e podem ser lidos no próprio site ou baixados integralmente sem nenhum custo. 

 O objetivo do projeto é “aumentar a visibilidade, acessibilidade, o uso e impacto dos livros, e contribuir para o aprimoramento continuado das capacidades das editoras participantes em gestão de processos de edição, publicação e comercialização online de livros”.




PROGRAMA MAIS MÉDICOS ATENDE ALDEIAS INDÍGENAS



O Programa Mais Médicos, do Governo Federal, vai beneficiar 730 mil indígenas que vivem em aldeias no Brasil. 

As áreas indígenas estão organizadas em 34 Distritos Sanitários Especiais que contam com equipes de saúde indígena, formadas por médicos, dentistas, enfermeiros, entre outros profissionais. Porém, em muitas dessas equipes faltam médicos. 

A expectativa é de que, até o próximo ano, todas as aldeias indígenas do Brasil contem com a assistência de médicos. "Na primeira distribuição que o Brasil fez com a Organização Pan-americana de Saúde, nós fizemos uma forte distribuição nos Distritos de Saúde Indígena da região amazônica. 

As equipes de Atenção Básica da nação indígena nós vamos completar todas, todas terão médicos até o primeiro semestre do ano que vem”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Até o momento, foram selecionados 45 profissionais para trabalhar em comunidades indígenas. 

Agora que você já sabe dessa boa notícia, converse com amigos, parentes e vizinhos sobre os benefícios do Programa Mais Médicos para a população carente do País . Outras Informações podem ser obtidas pelo site: www.saude.gov.br.



CURSO DE NATAL SUSTENTÁVEL


Aprenda a fazer um Natal sustentável com as dicas de Adriana Yazbek.


EMBRATUR ABRE CONSULTA PÚBLICA PARA SEU NOVO FORMATO


A Embratur abriu hoje (12) uma consulta pública para colher sugestões a respeito de anteprojeto de lei visando alterar as funções da instituição. 

A Embratur é, atualmente, regida pela Lei nº 8.181, de 28 de março de 1991, anterior à criação da Lei Geral do Turismo e do próprio Ministério do Turismo. Pela proposta, a Embratur passa a ficar responsável pela promoção turística do Brasil também em território nacional – seguindo modelo de outras agências no mundo. 

O projeto regulamenta, de forma mais clara, a parceria da Embratur com empresas e entidades representativas do setor, dando maior segurança jurídica a ações promocionais conjuntas. As parcerias poderão ocorrer por meio de termos de cooperação, patrocínio da Embratur a atividades promocionais ou pela celebração de Parceria de Promoção Internacional. 

A íntegra do anteprojeto de lei pode ser acessada na página oficial da Embratur

s sugestões devem ser enviadas para o endereço consultapublica@embratur.gov.br. O período de sugestões ficará aberto até 31 de janeiro de 2014.


Fonte: EMBRATUR


VALE ENCANTADO SEDIA A TRILHA NATALINA DO GEOTRILHAS

Momento de relaxamento às margens do Rio Pium

O projeto Geotrilhas/RN realizou no último dia 08/12, a trilha comemorativa do Natal. 
A atividade extra fez parte das comemorações natalinas do grupo e, contou com a participação de 20 geotrilheiros, que percorreram a trilha do Vale Encantado em Pium (Parnamirim/RN).


Durante a trilha, os participantes saborearam o açaí plantado e processado na região, bem como participaram de momentos de relaxamento com argila e alongamento. 


PARQUES NACIONAIS SE REVITALIZAM DE OLHO NAS OLIMPÍADAS E COPA 2014

parnadebsb

Brasília (28/11/2013) - Parques nacionais das cinco regiões do país receberão investimentos do governo federal. Os ministérios do Meio Ambiente (MMA) e do Turismo financiarão R$ 10,4 milhões para a realização de obras de melhorias em 16 unidades no próximo ano. O anúncio foi feito, nesta quinta-feira (28/11), pelos dois ministros durante visita ao Parque Nacional de Brasília, que tem 42 mil hectares de área total e será o primeiro a ser beneficiado pelo programa. O objetivo da ação é ampliar o uso público e sustentável das áreas protegidas entre 2014 e 2020. 

Os grandes eventos que o Brasil sediará, entre elas a Copa do Mundo de 2014, e as Olimpíadas de 2016, aparecem como um dos focos do programa. A intenção é atrair, para as unidades de conservação, os turistas que visitarão o País durante os eventos. "É uma ação para identificar possibilidades de negócio turístico e do chamado uso público ampliado dos parques, além do que já está sendo feito hoje", destacou a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. 

Para 2016, a previsão é oferecer cadeias produtivas de turismo e concessões de serviços turísticos em funcionamento nos parques do Rio de Janeiro, sede da Olimpíada. Até 2020, 69 parques nacionais brasileiros serão abertos à visitação. Conforma as estimativas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), esses espaços têm capacidade de gerar, apenas com turismo, pelo menos R$ 1,6 bilhão por ano. 

Consolidação 

A priorização de ações e a disponibilização de recursos resultam no aumento do público. Em 2006, a visitação anual em todo o Brasil era de 1,9 milhão de pessoas. Atualmente, passa de 6 milhões o total de visitantes dos parques nacionais em território nacional. "A preocupação é consolidar as unidades de conservação para manter a biodiversidade, além de estimular a vocação de uso múltiplo para que a sociedade brasileira possa desfrutar", avaliou Izabella. 

Somente para o Parque Nacional de Brasília, cuja área de convivência é conhecida popularmente como Água Mineral, serão destinados cerca de R$ 2 milhões. "Os investimentos permitirão ir além da visitação da Água Mineral. O brasiliense ter isso como um valor, como uma joia rara", observou Izabella. De acordo com ela, o restante dos parques contemplados pelo programa serão visitados nos próximos meses. "Vamos promover a integração da esfera federal com a estadual", emendou. 

A medida vai alavancar o ecoturismo no país. O ministro do Turismo, Gastão Vieira, afirmou que os investimentos poderão estimular a competitividade do turismo brasileiro. "O Brasil pode aproveitar os recursos da natureza para aumentar o número de pessoas que nos visitam", explicou. "Estamos definindo as oportunidades de atrair investidores que queiram aplicar recursos nos parques e nos preparar para trazer mais conforto para os frequentadores."" 

Confira os 16 parques que receberão recursos adicionais em 2014: 

Região Norte 
Parque Nacional de Anavilhanas – Amazonas Região Nordeste 

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – Maranhão 

Parque Nacional de Jericoacoara – Ceará 

Parque Nacional de Ubajara – Ceará 

Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha – Pernambuco 

Parque Nacional da Chapada Diamantina – Bahia 

Região Centro-Oeste 
Parque Nacional da Brasília – Distrito Federal 

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – Mato Grosso 

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – Goiás Região Sudeste 

Parque Nacional da Serra do Cipó – Minas Gerais Parque Nacional da Tijuca – Rio de Janeiro 

Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Rio de Janeiro 

Parque Nacional de Itatiaia – Minas Gerais/Rio de Janeiro Região Sul Parque Nacional do Iguaçu – Paraná 

Parque Nacional de Aparados da Serra – Rio Grande do Sul/Santa Catarina 

Parque Nacional da Serra Geral – Rio Grande do Sul/Santa Catarina

Fonte: ICMBIO


GEMAN PARTICIPA DE MAIS UMA EDIÇÃO DO CARTÃO SOCIAL SOCICAM

Usuários procuram o estande do projeto

Durante dos dias 16 a 20/12, o Grupo Escoteiro do Mar Artífices Náuticos realizou mais uma ação social.

O palco da ação foi a rodoviária da Cidade da Esperança em Natal, onde os membros do grupo, juntamente com a Socicam (empresa que administra o terminal) promoveram mais uma edição do Cartão Social Socicam. O objetivo da ação é escrever cartas e cartões natalinos para os usuários do sistema. As correspondências são encaminhadas aos remetentes pelos Correios.

Nesta edição de 2013, o projeto também contou com a participação dos estudantes do curso de Turismo da UERN/Natal, que realizam estágios no grupo escoteiro. 


CONFRATERNIZAÇÃO GEOTRILHEIRA 2013

Evento contou com muita alegria
Ocorreu no último sábado (06/12), nas dependências do condomínio Veredas, a confraternização natalina do projeto Geotrilhas/RN.


O evento contou com a participação de 20 geotrilheiros, que trocaram seus presentes no "amigo secreto trilheiro", em que o tema era trilhas.

Ainda na oportunidade, foi discutido assuntos pertinentes ai estatuto do grupo, eleições, programação e estratégias para 2014, com destaque para expedição Geotrilhas/RN em Pririnopólis/GO e, a divulgação do resultado do prêmio "Os melhores de 2013", que premiou os colaboradores de 2013, com destaque para o melhor guia do ano, o paraibano Estobias da cidade de Bananeiras, que guiou o grupo durante os Caminhos do Padre Ibiapina de 2013.

Um outro destaque vai para a melhor trilha de 2013, que foi para "As grutas da Baixa Verde" em Jandaíra/RN, que receberá o grupo novamente em 2015.  

Desde de já, o projeto Geotrilhas/RN agradece a todos os colaboradores que proporcionaram um 2013 cheio de trilhas, amizades e solidariedade para o grupo.


SELO COMPA DO MUNDO LEGAL É LANÇADO NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

Imagem: Blog Nelson Dantas
Vamos mostrar que somos um povo acolhedor, mas que em momento algum iremos tolerar a violação dos direitos de nossas crianças e adolescentes”. A declaração da deputada Márcia Maia (PSB), durante o lançamento do Selo Copa Legal, na manhã desta quarta-feira (20), refere-se à forma como a população do RN deverá receber os turistas durante a Copa do Mundo de 2014. A solenidade de lançamento aconteceu na manhã desta quarta-feira na Assembleia Legislativa e contou com representantes do setor turístico do RN. 

O selo Copa Legal será conferido a bares, restaurantes, lanchonetes, estabelecimentos comerciais ligados ao entretenimento, turismo, organizações públicas e privadas que desenvolvam ou se comprometam a desenvolver programas, projetos e ações de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, em seus ambientes e em suas áreas de atuação. 

Durante o evento, representantes de empreendimentos e entidades ligadas ao setor de turismo assinaram uma carta-compromisso com orientações sobre como combater a exploração sexual em seu estabelecimento. Caso atendam os critérios previstos no documento, tais empreendimentos receberão o selo no dia 18 de maio, mês que antecede a Copa do Mundo. 

Segundo a deputada Márcia Maia, que também é presidente da Frente Parlamentar da Criança e Adolescente na Assembleia Legislativa, na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, houve um aumento de 40% no número de pessoas que sofreram exploração sexual. E existem previsões semelhantes para o Brasil. 

“Num intervalo de dois anos, o nosso país vai receber dois grandes eventos mundiais, a Copa e as Olimpíadas, em 2016. Há expectativa que esses eventos aqueçam a economia através do turismo. O Brasil receberá uma média de 600 mil turistas na Copa e a estima-se que haverá um aumento de 15% desse público nas Olimpíadas. Mas, por trás dessa euforia vem a preocupação com os riscos da exploração sexual e do trabalho infantil”, declarou Márcia. 

A deputada informou que uma pesquisa realizada por um instituto francês mostrou que dentro de um número de 40 milhões de pessoas que sofrem exploração sexual, 70% são mulheres com idades entre 13 e 25 anos. “Essa prevenção e combate precisa da ajuda de toda a sociedade. Se existe um legado que de fato importa, é o legado humano”, afirmou. 

Márcia Maia agradeceu a participação de todas as entidades que participaram do evento. “Não há como ter o Selo Copa Legal se o projeto na for abraçado pelos estabelecimentos. O selo Copa Legal é uma iniciativa que brota da convergência de esforços. Queremos oferecer uma fortaleza em favor da criança e adolescente. Todos esses empresários são personagens ativos que oferecem oportunidade de crescimento para a nossa sociedade. E agora se comprometem em serem parceiros em prol do futuro de nossas crianças e adolescentes”, declarou. Participaram do evento de lançamento a vice-prefeita de Natal, Wilma de Maria, o presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do RN, padre Antônio Murilo de Paiva, que na ocasião representou também a Arquidiocese de Natal. Além deles, estavam presentes o juiz da 1ª Vara da Infância e da Juventude, José Dantas, a titular da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), Ilzamar Pereira, o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Max Fonseca, a presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens, Francisca de Assis Holanda e Habib Chalita, que é Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN). 

O presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Ricardo Motta (PROS) lembrou que a iniciativa da deputada Márcia Maia foi aprovada pelos demais parlamentares, que aprovaram o projeto de Lei sobre o Selo Copa Legal. “Essa iniciativa vem ao encontro do que a Assembleia pensa. Quero parabenizar a deputada, que sempre se preocupou com as questões sociais”, disse Ricardo que lembrou o trabalho realizado pela AL, através do Projeto Assembleia na Copa, que oferece cursos de idiomas para pessoas que trabalham em restaurantes, taxistas, entre outros serviços. 

COMPROMISSO 

O Padre Antônio Murilo falou sobre a importância de cumprir o que está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). “Essa lei diz que as crianças e adolescentes devem ser prioridade para a sociedade, mas sabemos que isso não acontece. O Selo Copa Legal vem corroborar de forma decisiva nesse momento de expectativa pela Copa para que o Estatuto seja efetivado. Tem coisas simples que são desrespeitadas, estabelecimentos que vendem bebidas, que permitem que menores de idade consumam álcool. São coisas que habitualmente estão aí, a violar os direitos das crianças e adolescentes”, disse o padre. 

O presidente da ABIH, Habib Chalita disse que não só os estabelecimentos ligados ao Turismo devem aderir a esse projeto em proteção às crianças e adolescentes. “É preciso que todos participem ativamente. Todos tem compromisso com o futuro do Rio Grande do Norte. Deveríamos estender essas ações para que possamos proteger nossas crianças, que são o nosso futuro”, afirmou. 

O juiz da 1ª Vara da Infância e da Juventude, José Dantas disse que a realização da Copa do Mundo em Natal será fundamental para manter em evidência o assunto da exploração sexual. “Dentro de um evento do porte da Copa se não vir acompanhado de um trabalho de conscientização, de aperfeiçoamento, capacitação daqueles que trabalham na área, não terá bons resultados”, afirmou.

Fonte: Mineiro PT

GEMAN PARTICIPA DA EXPOTEC 2013



Membros do GEMAN no estande da EXPOTEC 2013
Por mais um ano, o grupo Escoteiro do Mar Artífices Náuticos marcou presença na EXPOTEC. Evento institucional que visa integrar as ações e atividades de ENSINO, PESQUISA e EXTENSÃO, promovendo a disseminação e o intercâmbio de informações e experiências multidisciplinares desenvolvidas no Câmpus Central do IFRN-Natal.

Na participação de 2013, o GEMAN divulgou os trabalhos realizados junto as crianças e jovens do grupo, em um estande exclusivo na exposição. O que rendeu o prêmio de 2ª lugar na categoria de projeto social participante do evento.

http://www.pechinchasocialclube.com/

GEOTRILHEIRO PARTICIPA DE ESTÁGIO EM FERNANDO DE NORONHA

Geotrilheiro na recepção dos turistas no mirante dos golfinhos.


No meses de julho e 24 de 2013, o projeto Geotrilhas/RN teve mais uma ação de divulgação.Desta vez, a missão de representar as cores do grupo ficou à cargo do geotrilheiro Lázaro Freire, que neste período executou um estágio no projeto Golfinho Rotador no arquipélago de Fernando de Noronha/PE.

Na ocasião, o acadêmico de Turismo da UERN/Natal, ficou responsável pelas mini-palestras de educação ambiental e apoio turístico do Golfinho Rotador, no mirante dos golfinhos. Um dos principais atrativos de Fernando de Noronha.




Além da orientação com informações turísticas e sobre o comportamento do golfinho-rotador aos turistas que visitavam o local, o estagiário também participou de reuniões sobre as questões ambientais de Noronha, durante a conferência anual de meio ambiente.

Por fim, foram executadas diversas outras atividades de carácter ambiental na escola Arquipélago e, de divulgação do projeto Golfinho Rotador no centro de visitantes e em competições esportivas, com a corrida Renê Jeronimo. 

Conheça mais sobre o trabalho do projeto Golfinho Rotador na página http://www.golfinhorotador.org.br/.

PECHINCHA SOCIAL CLUBE

      

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

TREEKING BRASIL MOSTRA AS DIFERENÇAS PARA ESCOLHA DE UMA MOCHILA CARGEIRA

Ao escolher uma mochila cargueira diversos fatores passam pela cabeça do comprador, os primeiros são sempre o preço, tamanho e para algumas pessoas tecnologias ou marca. Mas existem outros pontos além desses: fitas de compressão, abertura frontal, capa de chuva, costado, regulagem de altura das alças, barrigueira, etc. Cada ponto faz diferença, seja para o seu conforto ou capacidade de transportar equipamentos e objetos de camping entre outras coisas. Não vou entrar na questão de tecidos, já que o foco deste post é ajudar alguém que não tem experiência na hora de escolher uma boa mochila cargueira para alguma viagem ou para começar nessa vida de trekkings, acampamentos e mochilões. Sendo assim vamos comentar cada ponto da estrutura da mochila que é importante e/ou que faz diferença para quem vai carrega-la. 

1. Principais características de uma boa mochila cargueira Deuter aircontactpro
Deuter aircontactpro - Dicas para escolher uma boa cargueira

Características de uma boa mochila cargueira
- Dicas para escolher uma boa cargueira Características de uma boa mochila cargueira Vamos esquecer o preço, uma vez que você sabe quais são as características principais será possível determinar quais são importantes para o seu caso e assim escolher a mochila com a melhor relação custo-benefício para o seu bolso e costas. Basicamente os seguintes itens devem ter um instante de atenção sua no momento da compra: 

A barrigueira 

É aqui que o peso principal da mochila será aliviado, sobre seu quadril, sendo assim escolher uma mochila com a barrigueira fina demais, curta ou mesmo longa demais ou com um ajuste ruim pode arruinar a sua viagem ou trilha. Ao vestir a mochila na loja, principalmente se você for magro(a), peça ao vendedor para enche-la com alguma coisa – sacos de dormir são ótimos pra isso – assim você poderá testar o ajuste da barrigueira e saber se ela fecha bem ou se machuca quando a mochila tem alguma carga. Eu tenho uma mochila antiga (bem antiga) que a barrigueira não ajusta muito bem na minha cintura, isso sempre me causou problemas. Além do ajuste frontal da barrigueira uma boa mochila tem também um ajuste entre a barrigueira e a mochila em si, esse ajuste também deve ser verificado na compra e é importante para uma boa dispersão do peso. 

Divisão para saco de dormir e abertura frontal 

A divisão para o saco de dormir existe na maioria das mochilas cargueiras, contudo em algumas mochilas que chamamos de “alpinas” essa abertura não existe. Eu usei durante muito tempo uma cargueira em estilo alpino, sem a abertura para sacos de dormir. Como essa mochila tinha uma abertura frontal grande ela não fazia tanta falta, porém se a sua mochila não tiver uma boa abertura frontal e não tiver abertura para o saco de dormir vai ser muito ruim para remover os itens que estão mais no fundo. Atualmente a minha cargueira principal tem as duas aberturas. A abertura frontal é na minha visão uma obrigatoriedade em qualquer boa cargueira atual, é muito bom poder pegar algum objeto durante uma viagem ou trilha sem ter que abrir a mochila por cima. Esse é um item que na minha opinião merece destaque como diferencial na compra de uma cargueira. Se eu tiver que escolher entre duas mochilas, uma mais cara com abertura frontal e uma mais barata sem abertura eu fico com a mais cara, sem pensar muito. Na parte de dentro de algumas mochilas a divisão do saco de dormir tem um ziper que permite separar o interior da mochila em duas partes, uma acima da divisão do saco de dormir e a outra sendo a própria área do saco de dormir, coisa muito útil em algumas situações. Vantagens da abertura frontal na mochila cargueira 

Fitas de compressão laterais 

Essas fitas laterais tem duas funções, comprimir o conteúdo da mochila e prender alguma coisa que vai do lado de fora da mochila, como o isolante térmico ou mesmo uma corda. 

Bolsos laterais e porta garrafas 

Os porta garrafas não são algo que eu considero fundamental, acho que os bolsos laterais quando bem espaçosos são muito mais interessantes que os porta garrafas, principalmente por que é possível carregar em um desses bolsos uma bolsa de água, um camelback, e assim dispensar o uso das garrafas e ainda facilitar a ingestão de água durante o percurso. 

Regulagem da altura das alças 

As cargueiras são mochilas que transportam muito peso por isso mesmo o ajuste de altura das alças é um item fundamental para que o peso na mochila não prejudique a coluna do usuário. Uma boa mochila deve ter algum ajuste para permitir que a altura dela se adapte ao corpo do usuário, uma mochila com alças fixas pode se transformar em um problema e um grande desconforto durante uma caminhada maior. 

Alças e costado acolchoados 

Por mais que o peso esteja bem distribuído e a barrigueira bem ajustada ainda assim você vai querer ter um bom costado e alças bem acolchoadas. Dois outros fatores são importantes nestes itens, o costado além de bem acolchoado deve ser bem desenhado e com uma confecção que permita as costas do usuário respirar sem maiores problemas. O material usado tanto no acolchoamento das costas quanto das alças deve ser macio para evitar que alguma blusa mais frágil seja danificada pelo atrito entre a alça/costado e a roupa – o que acontece com muitas blusas de dry-fit. 

Barras de estabilização nas costas 

Esse item nem sempre é notado quando olhamos ou mesmo pegamos rapidamente a mochila, mas essas barras de metal – que podem ser acessíveis ou não – são fundamentais para o conforto de quem vai transportar muita carga. As barras mantém a mochila reta e assim evitam que os usuários dobrem de forma incorreta as costas, sobrecarregando a coluna. Essas barras são importantes em qualquer mochila acima dos 40-50l, mochilas sem elas costumam ser muito desconfortáveis. 

Fita de peito ou fita peitoral 

A função desta fita é estabilizar ainda mais a mochila nas costas do usuário, ela é importante quando a mochila está carregada e a pessoa está em terreno acidentado, Essa fita deve deslizar pela alça permitindo ajustar a altura dela para que fique mais acima ou abaixo do tórax, esse ponto da regulagem é uma coisa que deve ser levada em conta principalmente pelas mulheres, a fita peitoral no caso de uma mochila usada por uma mulher tem que obrigatoriamente ser ajustável já que não deve ficar por cima dos seios pressionando eles. 

Capa de chuva 

Pode até ser que isso já venha na sua mochila. Mas mesmo que você opte por uma cargueira sem esse acessório reserve algum dinheiro para comprar uma capa de chuva que caiba nela. A capa de chuva além do uso óbvio serve para proteger a sua mochila nos bagageiros de trens, ônibus, jipes, etc… Uma mochila sem capa de chuva irá se tornar um grande problema se você for pego de surpresa por uma tempestade durante uma trilha mais longa. Caso a sua mochila venha com capa de chuva observe se ela pode ser separada da mochila isso será uma boa opção quando você tiver que trocar a capa de chuva ou mesmo lavar a cargueira. Se a diferença de preço entre as mochilas que você escolheu for muito grande as as características forem as mesmas opte por aquela que vem sem capa de chuva e compre uma capa a parte depois. Existem boas capas no mercado por preços baixos. 

2. Itens secundários na escolha da cargueira 

Porta piolet ou bastão de caminhada 

Este item não é de fundamental importância para quem não faz uso de bastões de caminhada ou piolets (aquelas piquetas usadas em escalada na neve/gelo). O uso de piolets pode ser incomum para muita gente, mas os bastões de caminhada são usados por muitos trekkers e acondicioná-los dentro da mochila pode fazer com que eles furem alguma coisa caso não estejam com as pontas protegidas… Portanto pense se este item é ou não importante para você. para quem vai pra alta montanha o porta piolet é um item importante para facilitar o transporte deste equipamento. 

Alça de transporte 

Não é um item tão importante mas está em todas as mochilas em geral, vai fazer falta na hora de fazer alguns movimentos durante o transporte da mochila, mas nada que vá lhe prejudicar caso a sua mochila não tenha. 

Bolso na barrigueira 

Esse também não é um item obrigatório, mas lhe ajudará muito naquelas situações onde você precisa pegar a carteira ou algo do gênero e então descobre que nem sempre é fácil tirar o que você quer do bolso quando a sua mochila está nas costas… Eu geralmente coloco alguns trocados nesse bolso ou quando estou caminhando deixo a bússola, altímetro ou alguma besteira para comer. 

3. Outros itens 

Algumas outras coisas merecem ser comentadas: Bolsos, em geral quanto mais melhor. Na maioria das cargueiras bem feitas você encontrará dois bolsos na tampa da mochila, no alto. Um interno e outro acessível por fora, que fica voltado para parte de trás da cabeça do usuário, dentro deste bolso muitas mochilas trazem um bolso telado menor para servir como porta objetos – pilhas, chaves, alguma outra miudeza… Dentro da mochila – pelo menos em muitas delas – existe um bolso grande e bem largo, esse bolso tem a função de carregar itens que estejam úmidos, como toalhas por exemplo. Eu gosto de usá-lo para carregar a lona que eventualmente coloco embaixo da minha barraca. Algumas mochilas são forradas duplamente por dentro para aumentar a capacidade de resistência à água. Esse é um ponto positivo mas não obrigatório. Uma boa capa de chuva ajuda nesta questão. 

4. Conclusão 

Existem muitas outras tecnologias que são usadas nas mochilas, tecnologias de tecidos, estabilização, ventilação, acessos… Enfim, muitos outros pontos que não cabe falar aqui neste post. Os itens mencionados acima mostram os principais pontos que você deve observar ao comprar a sua mochila cargueira, seja ela a sua primeira ou uma melhor para substituir a anterior.

Fonte: Trekking Brasil


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

2ª CORRIDA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE LAJES ACONTECERÁ PRÓXIMA TERÇA, 03/12/2013

A galera que gosta de uma corridinha está convidada a participar da 2ª CORRIDA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE LAJES. 

A largada será dada às 08:00 horas da manhã, após um café da manhã e hasteamento das bandeiras da cidade e do país na sede da Prefeitura, que acontecerão às 07:30 horas. 

Inscrições gratuitas na sede da Secretaria Municipal da Juventude Esporte e Lazer. O corredor ganhará uma camiseta de brinde.

domingo, 1 de dezembro de 2013

DEPÓSITO DE CARVÃO É RECUPERADO E TRANSFORMADO EM PARQUE NO SUL DE SC

Lago foi construído no local (Foto: Plínio Bordim)

O espaço do Parque Ambiental da Usina Jorge Lacerda em Capivari de Baixo, no Sul de Santa Catarina, era utilizado como depósito de carvão mineral da usina. 

Estima-se que cerca de 4,5 milhões de toneladas de carvão estavam no local.

Nos últimos cinco anos foram recuperados cerca de 50 hectares, sendo 15 de mata nativa. Também foram plantadas 20 mil mudas de árvores. "Fizemos medições inclusive no lençol freático e percebemos que a recuperação foi fantástica", explica o gerente de meio ambiente da Tractebel, Alexandre de Souza Thiele. 

Além da recuperação ambiental, o objetivo do parque, inaugurado no dia 18 de outubro, é ser um local para lazer com acesso gratuito para a população. 

Foram construídos um teatro para 380 pessoas, um lago com 14 mil metros quadrados, uma pista de ciclismo e uma de caminhada. "O objetivo é que o espaço do teatro possa ser incluído no roteiro das peças de teatro e crie a cultura para que as pessoas frequentem o local. 

Queremos divulgar talentos regionais, promover oficinas de artes, de teatro e de música", explica o coordenador. 

O projeto foi planejado durante 14 meses. "O maior desafio foi atender as necessidades da Tractebel, que valoriza os conceitos de sustentabilidade tão exigidos pela sociedade hoje em dia", afirma o professor Rodrigo Althoff Medeiros. 

Além disso, o parque conta com um projeto de sustentabilidade. A equipe buscou mecanismos sustentáveis, como a captação da água da chuva nos principais prédios do parque e aquecimento solar. 

O local conta com tratamento do esgoto, que utiliza zona de raízes, em que a vegetação absorve o material orgânico e torna a água potável novamente. 

Foram utilizadas cinzas descartadas pelas usinas para a confecção da pista de caminhadas e ciclovia, misturadas com cimento, e também na construção dos prédios, substituindo parte do cimento convencional na composição dos blocos de concreto.

Fonte: G1

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

GEMAN-64º/RN REALIZA PASSEIO COM A CAPITÂNIA DOS PORTOS



Grupo Escoteiro do Mar Artífices Náuticos (GEMAN-64/RN), em parceira com a Marinha do Brasil, realizou mais uma atividade náutica para os seus membros juvenis.


Na oportunidade, foi organizado um passeio pelo estuário do rio Potengi, onde o aprendizado das tradições do mar navegou em parceria com a Educação Ambiental.

Acompanhe a matéria da atividade que foi ao ar no programa IFRN em Pauta.  

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

SITE OFERECE CURSO DE HOLANDÊS GRATUITO


Holandês ou neerlandês (literalmente: “as terras baixas”), é a língua oficial dos Países Baixos, Bélgica e Suriname. Próxima ao alemão e inglês — e muitas vezes dita estar entre eles — holandês é uma língua germânica e a língua materna de mais de 20 milhões de pessoas. É também a segunda língua de outras 5 milhões. Holandês é mutuamente inteligível com o sul africano, afrikaans, que é derivado dele. 

Assim, aprender holandês irá permitir que você comece a falar com os habitantes locais em Amsterdã, Roterdã, Antuérpia, Paramaribo, Joanesburgo. E isso é lekker! (literalmente: “delicioso”, mas na gíria comum que significa “legal” ou “bom”).


Fonte: Livemocha.com

terça-feira, 26 de novembro de 2013

BACTÉRIAS + MILHO = PLÁSTICO

O que o petróleo, o milho e as bactérias têm em comum? Não, isso não é uma piada. Por incrível que pareça, os três elementos em questão podem ser matérias-primas para a produção de sacolas plásticas! No entanto, ainda não há motivo para comemorar. 

É inegável que produzir objetos de plástico com outros materiais que tentam minimizar a poluição ambiental é louvável, mas ainda não temos, até o momento, uma solução que seja economicamente viável, 100% biodegradável e que mantenha as qualidades do material plástico. 

As sacolas plásticas convencionais são feitas com polímeros derivados do petróleo. Ou seja, são nocivas ao meio ambiente. 

Uma alternativa encontrada foi a produção de plásticos a partir do amido (veja mais aqui), mas essa opção tem dois problemas: o material feito apenas com a resina do amido perde as qualidades plásticas em contato com a água; sem contar que o produto que mistura elementos de petróleo com o amido perde o status de totalmente biodegradável. 

Bactérias Mas há um material chamado polihidroxialcanoato (PHA), também conhecido como poliéster bacteriano. 

Alguns dos derivados dessa substância são o polihidroxibutirato (PHB), poli(β-hidroxivalerato) (PHV) e poli(hidroxibutirato-co-valerato)(PHB-V). 

De acordo com artigo de pesquisadores da Universidade de São Paulo e de pesquisadores do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), os PHAs são um tipo de plástico orgânico (poliéster). 

A produção se dá por meio da biossíntese direta de carboidratos da cana-de-açúcar, do milho, ou de óleos vegetais de soja e palma. 

Dentre todos esses nomes estranhos e processos químicos complexos, o polímero polihidroxibutirato (PHB) se destaca no meio dos demais PHAs por ter propriedades físicas e mecânicas parecidas com as do polipropileno (PP). 

Portanto, ele tem potencial para se tornar um substituto para plásticos não biodegradáveis. 

Processo A glicose e a sacarose presentes na cana-de-açúcar, no milho ou nos óleos vegetais são as principais substâncias utilizadas por algumas espécies de bactérias (como a Alcaligenes eutrophus) para produzir o PHB, que é acumulado sob a forma de grânulos, dentro das células bacterianas, novamente segundo o artigo citado anteriormente. 

O polímero é totalmente biodegradável, pois é decomposto pela ação de fungos, bactérias e leveduras. 

A degradação do “plástico” demora cerca de seis a 12 meses para ocorrer, muito menos do que os até 100 anos das sacolas plásticas normais. 

As oxibiodegradáveis também demoram pouco tempo para se decomporem, mas existem consequências nebulosas. 

Prós e contras Esse material, por ser rapidamente degradado, seria muito efetivo se utilizado, além nas sacolas plásticas, em embalagens para produtos de limpeza, higiene e cosméticos, barbeadores, copos e talheres de plástico, sacos e vasilhames para fertilizantes e defensivos agrícolas, vasos para mudas e produtos injetáveis. 

Algumas empresas estudam a possibilidade do uso de PHB na fabricação de garrafas do tipo PET. Além disso, por ser biocompatível (não promove reações tóxicas e imunológicas quando em contato com o tecido humano) e facilmente absorvido pelo organismo humano, o polímero pode ser empregado na área médica e farmacêutica, como matéria-prima para a fabricação de fios de sutura, próteses ósseas e cápsulas que liberam gradualmente medicamentos na corrente sanguínea. 

No entanto, os poliésteres bacterianos não devem ser empregados para embalar alimentos, pois podem sofrer ataques de bactérias e contaminar os próprios alimentos. 

Os remédios revestidos com PHB, por exemplo, não sofrem ação bacteriana, pois são revestidos por outros materiais esterilizados. 

No caso das embalagens de alimentos, elas teriam contato direto com o ambiente e assim, poderiam se contaminar e, depois, contaminar os alimentos. 

Apesar de todas essas vantagens, o maior problema para esse tipo de plástico decolar é o fator econômico. A sua participação no mercado nacional e internacional ainda é mínima (cerca de 1%), pois apresenta uma desvantagem financeira quando comparado com os plásticos de origem petroquímica. 

Os plásticos biodegradáveis são, em média, 40% mais caros e, por serem menos flexíveis, têm aplicações mais limitadas do que os sintéticos.

Fonte: Ecycle

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

MEDALHAS ENTREGUES PARA MARINHEIROS E ESCOTEIROS NO IFRN

Alunos do IFRN são homenageados por desempenho na XVI OBA
Alunos do IFRN são homenageados por desempenho na XVI OBA
Foto: Geraldo Pelegrino
A tarde desta quarta-feira (06) foi marcada pela solenidade de entrega de medalhas aos alunos que alcançaram o ouro na XVI Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), além de representantes da Marinha do Brasil, que desde 2004 é parceira do Grupo Escoteiro do Mar Artífices Náuticos do IFRN. 

Também recebeu medalha o chefe escoteiro, Thiago Jonatas, que participou de missão no Haiti. 

A entrega de medalhas e certificados da OBA foi feita pelo professor Antônio Araújo Sobrinho, presidente da Associação Norte- Riograndense de Astronomia (ANRA), que parabenizou os estudantes pelo esforço. 

Os alunos contemplados foram Matheus de Oliveira Camelo, do curso técnico em Edificações; Danilo de Oliveira Imparato, do curso técnico em Informática; Félix Lopes Barboza, também do curso técnico em Edificações; e Victor Moura de Britto, do curso técnico em Eletrotécnica. 

A homenagem feita aos representantes da Marinha foi iniciativa do Grupo Escoteiro do Mar Artífices Náuticos do IFRN, que faz parte do projeto de Responsabilidade Social do Campus Natal Central (CNAT). 

Na ocasião, a diretora administrativa do grupo, Maria Soares, e o diretor financeiro, Luís Antônio Soares, agradeceram pelos serviços prestados pela Marinha do Brasil. Receberam a medalha de Gratidão Bronze, o capitão-de-fragata Rodolfo Góis de Almeida, comandante da Capitania dos Portos do RN; comandante/reserva Alfredo Jeanmonod Pinto, tenente Jane Karoline C. de A. Ramos; suboficial Ricardo Luiz dos Santos, Mestre do Hospital Naval; e suboficial Francelino Marcolino da Silva, do Grupamento dos Fuzileiros Navais. 

Na solenidade, o diretor-geral do CNAT, José Arnóbio de Araújo Filho, parabenizou os alunos e frisou a importância dos resultados para instituição, pois, segundo ele, a história do IFRN é construída através do trabalho dos professores, alunos e servidores. Ele também agradeceu aos representantes da Marinha pela parceria de todos esses anos. 

O Capitão Almeida disse que ficou honrado em receber a medalha e também parabenizou os alunos pelas conquistas, pois “receber uma medalha de ouro em uma olimpíada de astronomia é um feito glorioso”. 

Fonte: IFRN

III COPANE 2013

O Clube de Orientação Potiguar estará realizando um evento regional de alto nível que atenda às necessidades de clubes e federações estaduais de orientação localizadas na região Nordeste do Brasil, possibilitando maior participação em grandes eventos dos orientistas do Nordeste e ainda a elevação da qualidade técnica para organização de grandes eventos. 

Além de difundir a prática da orientação, obedecendo às regras da IOF e CBO; Incentivar a prática do desporto junto a Comunidade Potiguar; Criar consciência ecológica através da prática da orientação; Promover a confraternização entre os orientistas e seus familiares; · Proporcionar aos atletas oportunidade de participarem de campeonatos nacionais e internacionais, visando elevar o nome do Rio Grande do Norte dentro e fora do Brasil. Promover a marca das empresas participantes, agregando a uma atividade que busque a qualidade de vida e o caráter beneficente do evento; Incentivar através do ecoturísmo e divulgar os patrocinadores que se preocupam com a sustentabilidade levando em consideração a preocupação com a natureza. 

Data 13, 14 e 15 de dezembro de 2013 

Local Revezamento: ZPA da Lagoinha - Natal - RN 

Percurso Longo: Tropical Eco Resort - São José do Mipibu - RN 

Percurso Médio: Tropical Eco Resort - São José do Mipibu - RN 

Inscrição: Para se inscrever, clique no link. http://www.copane2013.com.br/site.php?pg=inscricao

sábado, 2 de novembro de 2013

GEMAN PARTICIPA DO JAMBOREE NO AR 2013



O Grupo Escoteiro do Mar artífices Náuticos participou no penúltimo final de semana do mês de outubro do maior encontro virtual de grupos escoteiros. 

O Jamboree no Ar é composto pelos eventos 56º JOTA e 17º JOTI escoteiros de várias partes do mundo se reunirão para o 56º JOTA e 17º JOTI, que por meio do rádio e da internet, diversos escoteiros se conhecem e trocam experiências de uma forma bem divertida.

Durante o evento, o GEMAN-64º/RN contou com duas bases, sendo uma sediada no município de Ceará-Mirim/RN, onde a finalidade era exclusivamente marcar pontos nas atividades de radioescotismo e, a outra situada na própria sede do grupo em Natal, onde foram desenvolvidos as atividades do JOTA Lobo, JOTA Escoteiro e JOTA Sênior e Pioneiro. 

Além das atividades do JOTI. Durante os três dias do evento, os membros juvenis do GEMAN vivenciaram diversas atividades envolvendo meio ambiente, trabalho social e princípios e valores. Todos eles compartilhados com a fraternidade escoteira mundial.

TURISMO INVESTE R$ 98,5 MILHÕES EM ACESSIBILIDADE



O Ministério do Turismo está investindo R$ 98,5 milhões em obras de acessibilidade em nove cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. 

O estado de São Paulo recebe R$ 20 milhões para melhorar a acessibilidade de rotas turísticas. Salvador, R$ 18 milhões para a revitalização da orla do bairro da Barra e acessibilidade em atrativos da região e Fortaleza, com 17 milhões, em pontos turísticos como Iracema e Mercado Central. 

O investimento faz parte da Matriz de Responsabilidades da Copa, um documento que determina valores a serem investidos para o mundial e define o papel dos governos federal, estaduais, municipais e de agentes privados. Estados beneficiados darão uma contrapartida de R$ 10 milhões. “O Ministério do Turismo apoia a acessibilidade e a diversidade do turismo de todos os segmentos. 

O turismo precisa ser usufruído por todos sem distinção”, afirma Fabio Mota, secretário nacional de programas de Desenvolvimento do Turismo. Estima-se que o Brasil tenha 27 milhões de pessoas com deficiências, de acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Para que elas possam viajar, é necessário que hotéis, aeroportos e cidades receptoras ofereçam condições que permitam sua mobilidade. 

Algumas cidades brasileiras se destacam por oferecer hotéis com quartos e banheiros adaptados, restaurantes com cardápios em braile e informações acessíveis a deficientes auditivos e serviços de transporte adaptados. 

Entre elas, estão Maceió, a capital com o maior percentual de quartos de hotéis adaptados para receber visitantes com mobilidade reduzida, e Socorro, cidade paulista com uma estância hidromineral adaptada para cadeirantes. 

A Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000, estabelece as normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. 

Obras de acessibilidade nos atrativos turísticos contribuem para a qualidade de vida da população local, bem como ampliam o acesso a turistas com deficiência causada por mobilidade reduzida, quer sejam idosos, crianças, gestantes, entre outros.

Investimentos do Ministério do Turismo e contrapartida dos Estados ou Prefeituras: 
 Belo Horizonte - R$ 3,3 milhões + R$ 264 mil 
 Cuiabá - R$ 1,37 milhões + R$ 119 mil 
 Curitiba – R$ 11,54 milhões + R$ 1 milhão 
 Manaus - R$ 5,2 milhões + R$ 578 mil 
 Fortaleza - R$ 17 milhões + R$ 4,61 milhões 
 Natal – R$ 13,3 milhões + R$ 554 mil 
 São Paulo – R$ 19,5 milhões + R$ 1,69 milhões 
 Recife – R$ 7 milhões + R$ 368 mil 
 Salvador – R$ 17,79 milhões + R$ 773 mil

Fonte: Portal Brasil