sexta-feira, 2 de novembro de 2012

CASA NA COREIA DO SUL GASTA 7 VEZES MENOS ENERGIA DO QUE UMA CONSTRUÇÃO COMUM




Os arquitetos do escritório sul-coreano Unsangdong, juntamente com o Instituto Kolon de Tecnologia, projetaram uma casa passiva e certificada. Uma residência nesses padrões deve ser eficiente energeticamente e requerer baixo aquecimento e arrefecimento.

A casa foi chamada de E + Green Home e recebeu a certificação PH do instituto alemão Passivhaus. Para conseguir a aprovação do órgão é necessário que a estrutura ofereça um ambiente interno confortável a seus ocupantes gastando apenas, no máximo, 1/8 da energia dos edifícios tradicionais.

O processo de certificação da E + Green Home durou 15 meses, mas a equipe de arquitetos conseguiu alcançar os 33 itens rigorosos necessários para conseguir o selo. A casa ainda conta com outros conceitos e tecnologias sustentáveis. A ênfase do projeto é mostrar como é possível construir residências verdes com menos custo e sistema otimizados de fabricação.

A estrutura conta com 95 tecnologias diferentes para deixá-la o menos impactante possível. O primeiro ponto apresentado é o isolamento de alto desempenho e a utilização de várias janelas de densidade tripla, que proporcionam redução nos gastos energéticos. A iluminação e ventilação natural foram priorizadas para elevar a qualidade de vida dos moradores.

Os projetistas aplicaram sistemas que evitam a saída de ar pelas janelas, mantendo a temperatura interna em uma constante. Além disso, a obtenção energética é feita a partir de tecnologias que aproveitam o calor natural e a luz do sol.

A casa é inteligente e conta com monitores que controlam a concentração de CO2. Outros 450 sensores são instalados para monitorar o funcionamento das tecnologias, enquanto um sistema especial pode guardar ou combinar a produção e gasto energético para aumentar a eficiência. Com informações do Archdaily.

Nenhum comentário:

Postar um comentário