terça-feira, 1 de outubro de 2013

ESTUDO DE HARVARD RELACIONA POLUIÇÃO COM POSSIBILIDADE DE AUTISMO

Imagem: Cambridgema
As mulheres grávidas que estiveram expostas a altos níveis de ar poluído têm duas vezes mais possibilidades de dar à luz uma criança autista do que as que moraram em áreas com baixa contaminação do ar, segundo um estudo da Universidade de Harvard. 

De acordo com os especialistas, este é o primeiro estudo nacional que examina a ligação entre a poluição e o desenvolvimento desta condição. 

A pesquisa foi publicada na revista "Environmental Health Perspectives". 

"Dependendo do poluente, 20 a 60% das mulheres que participaram em nosso estudo vivem em áreas onde o risco de autismo é elevado", afirmou Andrea Roberts, pesquisadora associada do departamento de Ciências Sociais e de Conduta, da Faculdade de Saúde Pública de Harvard. 

No estudo, iniciado em 1989, foram pesquisadas 116.430 mulheres. Para a análise, foram selecionadas 325 mulheres, que tiveram um bebê autista e 22 mil que tiveram um filho não afetado por este fenômeno patológico. 

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário