sábado, 21 de agosto de 2010

COMISSÃO ORGANIZADORA DO 1º CONCURSO OLHARES SOBRE A ÁGUA E O CLIMA DIVULGAM NOTA SOBRE A DESCLASSIFICAÇÃO DOS VÍDEOS DO GEOTRILHAS/RN, MAS NÃO CONVENCEM



Depois de uma incansável espera por uma explicação sobre as desclassificações dos vídeos Cachoeira dos Fundos e Lançamento de Flores ao mar, vídeos que tiveram uma grande votação no 1º Concurso de Fotografia e Vídeo "Olhares sobre a Água e o Clima", promovido pelo WWF-Brasil, juntamente com a Agência Nacional de Águas-ANA e o grupo HSBC, finalmente, e coincidentemente após a entrega da premiação aos “vencedores”, a Comissão Organizadora do Concurso divulgou uma nota sobre o ocorrido, que acabou com as esperanças do projeto GEOTRILHAS/RN, em conseguir mais divulgação das suas ações, como também da divulgação do município de Carnaúba dos Dantas/RN, e o mais grave: A triste ilusão dos donativos que seriam doados as instituições de caridade com a premiação do concurso.

Confira a matéria onde o projeto relata todos os antecedentes que findaram na sua desclassificação em http://wwwgeotrilhas.blogspot.com/2010/08/organizadores-do-1-concurso-olhares.html

Em nota oficial, um representante da WWF-Brasil reconhece que o vídeo Cachoeira dos Fundões foi um dos mais votados pelo público da internet, porém a Comissão Organizadora optou por premiar outros concorrentes que tinham menos votos do que o vídeo referido, e assegura a decisão embasada no regulamento do concurso.

O representante ainda justifica os ocorridos durante a disputa do concurso, dizendo que tudo que aconteceu anormal no sistema de votação, foi corrigido a priori.

Confira a nota oficial encaminhada ao coordenador do projeto Lázaro Freire da Costa:

Prezado Sr. Lázaro Costa,

Em resposta ao seu email do dia 30 de julho de 2010, informamos que o vídeo "Cachoeiras dos Fundões", inscrito na categoria vídeo em baixa resolução, foi uma das obras selecionadas da etapa de votação online, para a etapa de avaliação da Comissão Julgadora do Concurso Olhares sobre a Água e Clima, conforme estabelecia o Regulamento, tendo sido a referida obra uma das mais votadas pela Internet. No entanto, no uso de suas atribuições, a Comissão Julgadora optou por eleger vencedores outros vídeos, também selecionados entre os mais votados pela Internet.

Ressaltamos que o Regulamento não deixa dúvidas quanto à forma pela qual se daria o processo seletivo, qual seja, composto de duas etapas, sendo a primeira a votação aberta na Internet, e a segunda restrita à escolha da Comissão Julgadora, a partir das obras mais votadas no site.

No que tange às inconsistências apresentados pelo sistema de votação online - as quais lembramos, foram oportunamente divulgadas e prontamente corrigidas- e sobre eventual prejuízo que isso teria acarretado à votação do vídeo "Cachoeiras dos Fundões", lembramos que aquela foi a etapa de votação online, da qual seu vídeo foi selecionado para a etapa seguinte, a de avaliação da Comissão Julgadora.

Reforçamos também que, conforme esclarecido anteriormente, somente os votos enviados até a meia-noite do dia 21 de julho foram contabilizados na escolha das fotos e vídeos classificados para a etapa seguinte de avaliação.

Por fim, lembramos que as regras do Concurso Olhares sobre a Água e Clima estão, desde o início, estabelecidas no Regulamento, o qual dá à Comissão Julgadora poderes para, a critério do grupo de especialistas e representantes das instituições organizadoras, avaliar quais vídeos ou fotos inscritos alinham-se com os objetivos do concurso.

Agradecemos a participação e nos congratulamos com a mobilização demonstrada pela defesa da água e do meio ambiente de sua região. Esperamos ter esclarecido seus questionamentos.



Atenciosamente,

Comissão Organizadora do Concurso Olhares sobre a Água e o Clima



Ora, é interessante que a Comissão veio se pronunciar sobre o ocorrido. Mas por quer será que só tomou esta atitude depois de ter sido entregue toda a premiação aos demais “vencedores”, que ocorreu no dia 13 de agosto. Só depois de cinco dias depois da entrega dos prêmios? Valendo ainda salientar que o e-mail encaminhado por nós foi enviado logo após a divulgação do resultado, bem antecipado do dia da divulgação do concurso.

O GEOTRILHAS/RN não foi o único prejudicado, tendo outros participantes das demais categorias, sendo vitimas desta atitude da organização do concurso. Inclusive pessoas que foram premiadas, como esta internauta que postou um comentário sobre a desclassificação do vídeo que era preferência daqueles que acessaram e votaram no concurso na categoria baixa resolução. Confira:


Olá Pessoal da GeoTrilhas,

Bom dia!



Embora uma de minhas fotos tenha sido “incluída” no resultado final do concurso (QUATRO ESTAÇÕES),

Solidarizo-me com Vocês.

Álém das irregularidades apontadas, cita-se o fato da votação ter sido iniciada antes do prazo fixado; a inexistência de informação sobre como votar, com enorme perda de tempo até se descobrir que cada foto tinha um link.

Além de tantas outros, os organizadores tentaram enfiar “guela abaixo” dos chamados “vencedores” um termo de transferência da propriedade do trabalho, contrariando completamente o regulamento do concurso, que foi sendo alterado segundo as conveniências. Dessa maneira, como acreditar em práticas sustentáveis .....? Terezinha FF Souto

Então ainda fica a pergunta no ar: Por que da nossa desclassificação?

Por que houve perseguição?

Então se nós não tivéssemos denunciado as irregularidades, estaríamos hoje premiados?

Se esse era o caminho, não nos seria viável ganhar uma premiação forjada, pois todos deveriam concorrer de igual para igual.

Que pais é esse? Onde quem contribui para que a honestidade seja preservada, e todos tenham o mesmo direito é crucificado na cruz da hipocrisia, do sensacionalismo e das mentiras.

Neste momento, quero reportar as palavras de nossa internauta e colega que disputou o certame conosco: “Dessa maneira, como acreditar em práticas sustentáveis .....?”

Nobre Terezinha, só tenho uma resposta para isso: Acreditar neste tipo de práticas sustentáveis, vindo de instituições como essa, nada mais é do que um mero discurso de burocratas para arrecadar dinheiro para seus projetos.

Realmente é lamentável...............

Nenhum comentário:

Postar um comentário