sexta-feira, 29 de outubro de 2010

GEOTRILHAS\RN NA CHAPADA DIAMANTINA - 6º Dia


Grupo reunido na entrada da Gruta da Lapa Doce
O sexto dia de atividades na Chapada Diamantina deu início às 09h:00, devido ao grupo e os guias terem dado um intervalo maior para recuperação física, por causa da trilha da Cachoeira do Sossego, que exigiu bastante dos nossos trilheiros.

O roteiro desta quinta-feira foi bastante light em comparação a ontem. Seguimos para o município de Iraquara, distante cerca de 40Km de Lençóis, fazendo uma breve parada em frente ao morro do Camelô, para tirarmos algumas fotos. Retomando o nosso caminho para Iraquara, pudemos conhecer a gruta da Lapa Doce, com cerca de 800 metros de extensão. A gruta esta localizada a cerca de 78 metros abaixo do nível do mar, onde em suas galerias existem várias formações de estalaquitidis e estaquinides, que despertam a imaginação dos visitantes. No interior da gruta, tivemos a oportunidade de passarmos por um momento de reflexão, em que os guias nos convidaram a apagarmos as lanternas, para ouvirmos as gotículas de água que caiam do teto na gruta, para formarem as esculturas naturais da gruta. Foi uma experiência bastante interessante, a medida que pudemos sentir como é realidade de uma pessoa com deficiência visual, e procuramos dar um novo significado da nossa existência nesta vida.

Depois de regressarmos ao ponto de apoio da gruta, seguimos para a localidade de Vila de Santa Rita, em que fomos conhecer a Gruta Azul, e a Pratinha. Mas antes disso, realizamos uma pequena parada no restaurante local, para almoçarmos. Logo após o almoço, ai sim seguimos para conhecer a Gruta Azul. No local, encontramos um poço bem semelhante ao Poço Azul da cidade de Andaraí, mas tendo uma diferença quanto ao acesso de banho, em que devido a grande concentração de rochas no seu interior, e argila, o local não é apropriado para o banho. Porém, é um excelente ponto em que podemos observar os peixes contidos em seu interior. Continuando a nossa passagem por Vila de Santa Rita, formos até a Pratinha. Local em que realizamos uma incursão em seu interior utilizando coletes salva-vidas, pés-de-pato, máscaras e lanternas. O passeio no interior da gruta, com extensão de 150 metros, nos revelou a geologia do local, com profundidades chegando até aos 17 metros, tendo o seu fundo formado por rochas, e uma concentração de milimétricas conchas. Haviam vários peixes como o bagre cego, com cerca de 20 cm de comprimento. Regressamos novamente para o ponto de partida, em que nos foi revelado uma grata surpresa. A Pratinha em sua saída para a lagoa, passou a ter sua água numa coloração azul, com vários peixinhos que circulavam entre nós, num imenso aquário natural. Houve ainda tempo para alguns saltos de tirolesa na lagoa.


Pratinha

Ao sairmos da Pratinha notamos que o tempo estava bastante nublado, com uma grande incidência de raios e trovões vindos do Oeste baiano. Com isso, procuramos chegar o mais rápido possível ao morro do Pai Inácio, para apreciar uma das mais belas paisagens da chapada. Subimos no morro por volta das 16h:45, já no limite de visibilidade, e com a preocupação de ficarmos o mais longe possível da chuva. O topo do Pai Inácio, há 1.600 metros do nível do mar, havia várias flores de coloração azulada, que Davao as boas vindas ao nosso grupo, além das mais belas paisagens, tendo o Vale do Cercado a direita, e o Vale do Capão a esquerda. Ouvimos as duas versões da história da origem do nome do local, contadas pelo guia Ramiro, e tiramos a foto oficial do dia, para em seguida partimos de volta para Lençóis, já embaixo de chuva.

Ao desembarcamos na cidade, planejamos o roteiro da sexta-feira, em seguida, realizamos um jantar promovido pelas garotas da nossa equipe, na pousada Pouso da Trilha. A finalização do dia, se deu por volta das 23h:30, quando as chuvas que caiam em Lençóis deram uma trégua, e fomos conferir o volume de água do rio Serrano, que roncava por trás da pousada. Nos impressionou a quantidade de água com imensa violência que corria pelo leito do rio, chamando a atenção de vários moradores e turistas do local. Diante do fato, teremos a certeza que amanhã as trilhas ficaram mais repletas de emoção, sendo necessário cuidado redobrado por parte de todos do grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário