terça-feira, 29 de maio de 2012

DIA DO GEÓGRAFO



No dia 29 de maio é comemorado no Brasil o Dia do Geógrafo. Uma data para comemoração e para reflexão sobre a atuação deste profissional e sua contribuição para a construção de uma sociedade onde o espaço seja produzido para todos e que seja de todos.

A Geografia tem como especificidade a formação de profissionais para atuarem como licenciados e como bacharéis. Apesar disso, a Associação dos Geógrafos Brasileiros tem posição histórica de considerar o geógrafo como um profissional único, independentemente de sua atuação profissional, seja como professor de geografia ou como bacharel. 

O licenciado em Geografia atua na área do ensino como professor. Uma das questões centrais que se coloca atualmente para esse profissional é a necessidade de que tenha clareza sobre o papel que a Geografia desempenha no conjunto das disciplinas escolares, pois durante muito tempo foi questionada a função desta disciplina nos currículos escolares. 

A Geografia, assim como as demais disciplinas escolares, possui uma função essencialmente alfabetizadora, ela tem a finalidade de formação de modos de pensar geográficos por parte dos alunos. 

Podemos dizer, grosso modo, que a sua especificidade relaciona-se à sua leitura dos fatos e fenômenos. E que leitura é essa? É a uma leitura que considera e pauta-se na espacialidade dos fatos e fenômenos, ou seja, procura entendê-los a partir da propriedade que estes possuem de se espacializarem. Tomando como base as idéias do geógrafo Douglas Santos, podemos dizer que os fenômenos para existirem, possuem uma dimensão espacial que influencia diretamente sua existência – isto é, todos os fenômenos possuem uma “geograficidade” e é dela que falamos quando queremos identificar o significado de cada coisa (ou processo) estar (ou se realizar) num dado lugar. E todos os cidadãos precisam ter elementos para compreender essa geograficidade, inclusive porque são parte dela. 

A Geografia escolar tem esse papel na formação dos indivíduos para que de fato possam ser cidadãos.

A profissão de Geógrafo foi regulamentada pela Lei n° 6.664, de 26/6/79, e Decreto n°85.138, de 15/12/80, e pela Lei n° 7.399, de 04/11/85, e Decreto n° 92.290, de 10/01/86. É uma profissão inserida CONFEA/CREA, sendo fiscalizada por este sistema. O geógrafo tem atuado com destaque nas áreas de planejamento, ambiente e mapeamentos. Esta perspectiva de análise da profissão de geógrafo é parcial se não considerarmos a leitura que esse profissional desenvolve sobre a realidade e a produção do espaço, especificamente, tratando o espaço como um elemento da constituição da sociedade, um elemento que é produzido historicamente pela sociedade e que produz o modo de ser dos grupos sociais [...].

A Associação dos Geógrafos Brasileiros, em seus 74 anos de existência tem atuado no sentido de organizar esta categoria profissional, considerando suas diferenças e diversidades, tanto na atuação política, quanto na objetividade de suas práticas sociais. 

A AGB, neste momento de comemoração, aponta para a reflexão sobre os resultados das praticas sociais baseadas no modelo de desenvolvimento dominante e nas necessidades do mercado, ou seja, refletir sobre o processo de privatização dos espaços públicos e sobre a pilhagem ambiental e a exploração do trabalho. 

É urgente a reflexão que direcione para o entendimento da produção do espaço com respeito as diferenças, garantindo a igualdade nos direitos socialmente construídos. 

Edvaldo Cesar Moretti Professor da UFGD e Presidente Nacional da Associação dos Geógrafos Brasileiros Flaviana Gasparotti Nunes Professora da UFGD e Diretora da AGB – Seção Dourado

Nenhum comentário:

Postar um comentário